Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MUSICPORTUGAL

Um novo conceito de Música I A new concept of Music

MÚSICA NOVA DO DIA I Piruka - Salto Alto (Prod. Andrezo)

Piruka está de regresso aos singles com “Não Faz Isso” e “Salto Alto”, temas que marcam o período pós-AClara. Relativamente a "Salto Alto", este tema é direccionado aos amores e desamores. Aproveita para ouvires aqui a segunda novidade do Piruka.

 

 

 

LETRA: SALTO ALTO

 

[Verso 1]
Eu bem tento ser melhor mas eu não consigo
E tu mereces mais do que eu tenho sido
Tanto tempo contado, pouco tempo contigo
Mau para namorado, bom para ser amigo
Passaste um mau bocado, roubei-te esse sorriso
Dias sem dizer nada, sem uma explicação
Eu era o pecado no teu paraíso
Mas não tenho o que é preciso numa relação
Eu nunca tive o preciso e dizia não
Hoje em dia penso nisso ao ver o meu reflexo
Porque eu pedi tudo, deste-me o coração
Onde tu vias amor, eu só via sexo
Viveste um filme de terror e querias um romance
O homem que tinhas ao lado era fora de alcance
Dizes que eu não recuo, também não avanço
No corpo das outras, sim é lá que eu danço
Enfim, eu não descanso a minha vida é só loucura
Virei pouca oferta porque hoje é muito a procura
Tu sentiste o André, tu viveste o André (ehhh)
Elas só peram o Piruka
Boneca tu escuta, lembra-te dos momentos
Boneca tu escuta como fazias em tempos
Não me preocupo, eu saber dos teus arregos
Quando os teus olhos fecham sei que é a mim que tu sentes (yah)


[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

[Verso 2]
Agora olha para mim
Olha para mim, a vida mudou
Dizem que tudo tem um fim
Tudo tem um fim, será que acabou?
Pensa para onde é que eu vou
Olha para onde é que eu vim
Hoje vejo onde é que eu 'tou
Hoje vejo-me aqui sem ti
O brilho virou pó
E foi só o que eu senti
A vida é um dómino
E o jogo não é para mim
Pantera, quando saio do palco
Há tanto salto alto à minha procura
Eu faço-me de parvo mas tu não és burra
Eu bem tento evitar mas tudo o que Deus não quer
O diabo empurra
Tudo aquilo que eu não quero, o inferno susurra
E eu que não sou de ferro, deixo-me levar
Porque o homem que é de ferro emperra com a chuva
E quando vem a água vai enferrujar


[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

[Interlúdio] (2x)
A vida que eu levo para ti não dá
A vida que tu queres para mim não dá

[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

 

 

23023817_1510929092316125_203278572_n.png

 

Para ouvires mais SUGESTÕES MUSICPORTUGAL clica neste link: http://musicportugal.blogs.sapo.pt/tag/sugest%C3%A3o+musicpt ... mais MÚSICAS NOVAS em http://musicportugal.blogs.sapo.pt/tag/m%C3%BAsicas+novas